terça-feira, 18 de agosto de 2009

Desde muito nova...

...já me diziam frases como; “você tem que aprender com sua mãe”... “vai ter que praticar para fazer igual a ela”... E sem pensar muito; foram aulas de corte e costura, aulas de pintura e culinária mas o que permaneceu mesmo na minha vida, adivinha?



De pequena, observei minha mãe ( “Dondi”), fazendo doces e pratos maravilhosos.
Minhas participações na cozinha eram apenas; esburacando seus bolos e comendo apenas a cobertura , fazendo meleca no chão, raspando a panela com uma colher de metal no teflon... Essa era a minha forma de observar.
Mas, como viram não sou uma boa espectadora... rs
Então quando tinha 16 anos resolvi entrar para o mundo da inovação e da criatividade...Ai sim ela ficou maluuuca , pois modificava todas suas receitas (ainda não deixei de fazer isso rs) !!

Amo reproduzir, mudar ou criar as minhas receitas! Uma vez o outra a coisa desanda, e ai vem a gororoba... Mas vamo que vamo! Sem desistir! A cada receita fracassada consigo fazer um novo começo, até encontrar um final de sucesso!
E assim vem vindo a confiança...


Foi com 18 anos que decidi aprimorar meus conhecimentos. Me formei no curso de Gastronomia em 2008, fomos a segunda turma na faculdade! E que turma! Ecléticos, desde piloto de avião a advogada, dentista... Todos em busca de um só objetivo, aprender mais sobre essa louca arte que é a vida em uma cozinha!

DE COZINHEIRO E LOUCO TODO MUNDO TEM UM POUCO!

Durante os anos de curso, passei trabalhando, tive a oportunidade de conhecer muitas “cucina´s” diferentes. Pude ver coisas boas e ruins acontecendo nesse nosso ambiente de trabalho, que pode ser: alegre , criativo, estressante, apreensivo ou até mesmo massacrante!
Pratos preparados na correria, com carinho, sempre recebendo críticas e elogios. (pois é, o que seria do amarelo se todos gostassem do azul?)

Hoje trabalho no Private Brokers , Coelho da Fonseca/Fortes Guimarães... Essa já é uma outra história... Que resumindo foi mais uma paixão inesperada... Estou aprendendo a cada dia com o “mestre” no outro lado da genética , como diz um amigo no trabalho...








Esse é o bolo feito nos meus 18 anos, 4 sabores!
- doce de leite, sonho de valsa, chocolate e paçoquinha.



Sempre no final deixarei uma frase para refletir.

“É melhor ter companhia do que estar sozinho, porque maior é a recompensa do trabalho de duas pessoas. Se um cair, o amigo pode ajudá-lo a levantar-se [...] Um homem sozinho pode ser vencido, mas dois conseguem defender-se. Um cordão de três dobras não se rompe com facilidade.” Eclesiastes 4.9,12;
A maior dificuldade do ser humano é aceitar um ao outro (suas diferenças).

Um comentário:

  1. aiii q bolo mais lindooo gentee.. ta me dando agua na boca!!!

    ResponderExcluir